Image Map

ALÔ, BENZINHO: COMO PARAR DE SER TROUXA, ABANDONADA POR UM VIRGINIANO E SEXO ANTES DO CASAMENTO





















Minha xará, a maravilhosa Amanda D., acredita na paixão como uma escolha. Ou seja, a gente não escolhe se sentir apaixonado, mas escolhemos o que fazer com aquilo que sentimos: se levamos adiante ou não. Se relacionar com alguém e alimentar o que sentimos é algo que está sob o nosso controle, graças a deus. Você já percebeu esse padrão chato nos relacionamentos, então dá para ir ao próximo passo e aprender a se respeitar mais.

Se respeitar mais é uma questão de responsabilidade nos relacionamentos, isto é, não dar mais do que você recebe. Não aceitar migalhas de atenção. Ser firme, e até mesmo grossa. De cortar contato, bloquear no Facebook e no Whatsapp, ir embora. Não ter medo de dizer o que você pensa e o que você quer, e se a pessoa não souber lidar com isso, tudo bem. Você não precisa estar com alguém, ainda mais alguém que te dá menos do que você quer.

Com paixões platônicas, rola de você bloqueá-las das redes sociais, aí você para de stalkear elas e pode gastar seu tempo virando uma pessoa mais incrível ainda do que já é.

Sei que é mais fácil falar essas coisas do que colocar em prática, mas vou te dizer que tenho uma lista grande de caras babacas que já peguei bloqueados no Facebook ou com quem não falo mais. Minha vida está melhor sem eles, embora na época eu tenha tido medo de estar sendo drástica demais.


Miga, trago notícias que podem ser boas ou ruins dependendo do seu ponto de vista. É super normal ficar mal assim com términos, não importa o quão livre tenha sido o relacionamento antes. Não tem como gostar de alguém sem ficar na bad depois do fim. Mas o lado legal da bad é que ela passa. Pode levar um mês, dois, três, até mesmo um ano, mas passa. A gente fica bem. Não fique esperando ele voltar para você, dê espaço e tempo para ele "ficar sozinho", como ele pediu, e vá viver sua vida. Dói. Mas faz parte!






Primeiro, parabéns por se preocupar com a saúde dos seus órgãos reprodutores antes de estreiar eles!

Estou supondo que você seja uma menina heterossexual, ok? Não tem como sua mãe saber se você é virgem ou não pelos exames, então isso não seria um problema. Até  a mais santinha pode e deve fazer exame preventivo. Mesmo assim, sua mãe pode estranhar o fato de você querer ir na ginecologista, porque muita gente acredita que só quem já trepa precisa ir (o que é besteira. Síndrome do ovário policístico, candidíase, vaginose bacteriana e infecções urinárias são chatices que infelizmente atacam qualquer uma, sem ver ao hímen).

O caminho a seguir depende muito do quão péssima é a sua família. Odeio viver num mundo no qual eu tenha que pensar nessa possibilidade, mas caso sejam fisicamente agressivos com você ou te ameacem expulsar de casa, seria mais bacana mesmo esperar e enquanto isso sublimar toda essa energia sexual acumulada para alcançar independência financeira o mais rápido o possível. Enquanto isso, a boa e velha siririca salva.

Você não está perdendo muita coisa, juro, principalmente se você for hétero. Quando eu era virgem morria de vontade de transar porque parecia perfeito e tudo que faltava para atingir a completude espiritual – depois da primeira trepada vi que não era bem assim e que eu tinha era lido romances eróticos demais. Geralmente sexo só começa a ficar bom depois de alguns anos de prática e decepções, e isso também varia de acordo com parceiro, momento emocional, iluminação do quarto etc. Aquela frase de sexo ser igual pizza e até quando é bom é ruim é besteira de homem que quer provar a todo custo o quanto o apetite sexual dele é ~~voraz~~. Sexo é mais ou menos assim: quando é bom, é bom, quando é ruim, é horrível.





Talvez sua família só seja quadradona, mas não abusiva. Então vale a pena tentar estabelecer um canal de diálogo com a sua mãe. Para começar, uma boa estratégia é provar para era o quanto você está madura e cresceu. Isso se faz assumindo responsabilidades em casa, ajudando mais nas tarefas domésticas, tirando notas maravilhosas, oferecendo ajuda, fazendo mimos como assar um bolo para a sua família querida, consertando algum equipamento quebrado, corrigindo o dever de casa do seu irmão mais novo – enfim, sendo a filha exemplar com a qual sua mãe sempre sonhou. Isso é importante porque, na primeira tentativa de negociar algo, pais adoram jogar na nossa cara o quanto somos incompetentes, então quanto menos razão eles tiverem para reclamar, melhor.

Se comportar de forma madura os ajuda a te enxergar menos como o bebezinho deles e mais como um indivíduo. E aí rola de trazer essas questões: dizer que você quer sim começar a transar, e que você quer que isso aconteça da forma mais saudável e responsável possível. Por isso você quer ir ao ginecologista, já que uma gravidez ou pegar uma doença sexualmente transmissível não estão nos seus planos. Explique que sexo é algo natural e saudável e que você não tem nenhuma intenção de se casar virgem. Traga dados, artigos de opinião, pesquisas. Mostre que você é informada, e aos poucos pode ser que você consiga a aceitação da sua mãe.

Eu não vou dizer sob hipótese alguma para você não fazer nada escondido da sua família, porque eu já fiz isso muito – e em várias vezes, sim, valeu a pena. Mas se for fazer, faça de forma consciente e após analisar todos os riscos possíveis. A sua sexualidade deve dizer mais respeito a você do que à sua mãe, você não tem obrigação nenhuma de reproduzir os valores dela na sua vida. Infelizmente nossos pais tentam nos proteger tanto que acabam nos afastando e nos deixando desamparados quando mais precisamos, porque não conseguimos nos expressar sem sermos julgados ou repreendidos.
http://curiouscat.me/deixadebanca


0 comments:

Postar um comentário

 
Mini Rage Face Crying Smiley