Image Map

LOOK DO DIA: MEDO E DELÍRIO NA ASSISTÊNCIA TÉCNICA

"Sinta pena de mim e conserte meu computador", ela implorou
Percebi que o grande problema desse blog é que eu não me promovo o suficiente. Tipo, vocês nunca sabem o que eu estou vestindo (nada), nem qual foram as minhas comprinhas do mês (ingressos para festas ruins e ebooks sobre como fermentar queijo de castanha). Eu nem tenho anunciantes! É uma lástima que isso possa ser chamado de blog. Para resolver esse problema, resolvi compartilhar com vocês qual foi o look que usei numa ocasião muito especial.

Quem me conhece sabe que sou um ser humano e estou sujeita a necessidades biológicas, como ingerir líquidos. Às vezes isso acontece perto de dispositivos eletrônicos. E às vezes os líquidos acabam entrando em contato com esses equipamentos, porque além de ser humana também sou desastrada. Eu devia ter percebido que algo errado tinha acontecido quando a tela do computador ficou preta, mas sou otimista e achei que era só uma questão de reiniciar o trambolho. Até que ele começou cheirar a algo queimado. E a fazer uns barulhos estranhos. De repente, meu notebook tinha virado um Grill George Foreman.


É Linux?

Sou uma mulher independente que mora com os pais e nessas situações costumo chamá-los, mas como eles estavam viajando não tive outro recurso a não ser procurar ajuda profissional. Todo mundo sabe que assistência técnica é um ótimo lugar para Conhecer Homens. Então, resolvi caprichar na produção. Escolhi um vestido de colegial, para parecer "inocente" e fazer eles "sentirem pena de mim". E coloquei meia-arrastão porque meia-arrastão é sexy e esse é o único motivo que você precisa para vestir alguma coisa. O objetivo é parecer vulnerável porém atraente, assim você consegue fazer com que as pessoas ignorem o fato de você ser burra.

Se minha vida fosse Sex and The City, eu namoraria o John Corbett e ele me compraria um computador novo (aí eu reclamaria que ele comprou a cor errada, terminaria com ele e escreveria uma coluna na Vogue sobre isso).



John Corbett obviamente nunca viu o quão sujo meu teclado é

Mas se minha vida fosse minha vida (e ela é), eu seria atendida pelo Mesmo Cara Que Me Atende Quando Vou Na Assistência Técnica (com frequência). Sinto que o Mesmo Cara conhece minha alma intimamente e portanto me despreza. Ele acompanhou quando caiu iodo no meu celular no laboratório de Química no Ensino Médio. Quando o trackpad do meu computador antigo parou de funcionar, ele estava lá. 


Isso não apenas significa que eu deveria ser mantida à distância de qualquer dispositivo eletrônico, mas também que preciso mudar de cidade. Apesar de todos os momentos que compartilhamos, o Mesmo Cara não tira os olhos do computador e não ri das minhas piadas. Pergunto se ele tem alguma ideia do que pode ter acontecido, ao que ele responde com impaciência: "A gente vai te ligar". Nunca me senti tão usada! 

Vocês já sabem o que aconteceu. Ele nunca me ligou. Homens! Depois de esperar vários (três) dias ao lado do telefone, me resignei a tomar a iniciativa e liguei para a assistência técnica. Descobri que o meu computador estaria a salvo...





mediante uma quantia equivalente a um bilhão de dólares.




É claro que eu estou exagerando um pouco, mas era muito dinheiro. No entanto, algumas coisas na vida não tem preço, e uma delas é não ter que interagir com as pessoas no trabalho porque estou muito ocupada encarando a tela do meu notebook. Contei minhas economias e autorizei o serviço. Desnecessário dizer que essas peças são muito raras e vem de muito longe, tão longe que até agora estou sem computador próprio. Nesse momento, estou encurvada de pijama na sala de casa diante do computador mais lento que a humanidade já conheceu. Não vou tirar uma foto porque, como blogueira, preciso preservar a minha imagem. Faz parte de saber se promover.

0 comments:

Postar um comentário

 
Mini Rage Face Crying Smiley