Image Map

ELETROFUNK CONTRA O SISTEMA: ENTREVISTA COM MC MAYARA


Mc Mayara é uma parte indissociável da Internet, assim como fan fiction, gifs de gatinhos e emojis. Acho que isso é o equivalente a dizer que ela também é inseparável da minha vida desde quando a vi dançando languidamente em frente à estufa do Jardim Botânico de Curitiba no vídeo de "Minha Primeira Vez". Sempre quis saber o que se passava nas profundezas incônscias da funkeira, e conversando com o Apolinário Passos, percebemos que o jeito mais fácil de descobrir isso seria perguntando diretamente para ela. Mayara fez jus à alcunha de "sensação da Internet" e respondeu tudo pelo chat do Facebook. Saca só:

Como funciona seu processo criativo? De onde você tira inspiração para compor as letras das músicas?
Eu leio muito e vejo o que está acontecendo pelo mundo, e com isso faço as minhas composições. Eu gosto muito de ler várias coisas na Internet e alguns livros, e estou até terminando de ler "A Dialética do Sexo" da grande escritora Shulamith Firestone.
As suas letras são baseadas em experiências pessoais? Existe diferença entre a personagem das letras e a Mayara?
Minhas letras não são baseadas em nada da minha vida, são baseadas nas pessoas espalhadas pelo mundo, as quais dedico o que componho. Tem muita diferença de mim para a personagem Mc Mayara, ela eu uso pra combater o sistema e atacar os que se acham intocáveis. Elas [as letras das músicas] combatem fazendo algumas pessoas refletirem sobre muitas coisas da vida, sobre liberdade principalmente. Eu desejo um mundo bem melhor que esse em que vivemos. Hoje penso mais ainda nisso, depois do nascimento da minha filha.
Quais artistas te influenciam e são referência para você?
Gosto muito da Dz [Dz Mc's], que hoje é minha parceira de composições. Ela foi a primeira a fazer grande sucesso no Eletrofunk e eu escutava muito. Gosto muito de música boa, não importa o ritmo ou pessoa.
No programa da Eliana você afirmou que a letra da Teoria da Branca de Neve é feminista, você se considera feminista? O que é o feminismo pra você?
Olha, feminista eu não me acho. Me acho alguem que teve a sorte de fazer músicas e pegar, e tentar fazer com que o mundo seja mais livre, com pessoas de mente aberta, porque uso a minhas redes sociais não só para falar de feminismo, mas pra tentar motivar as pessoas a se reconhecer como elas realmente são. Luto contra o preconceito, quero um lugar onde a minha filha possa ser o que ela quiser e como quiser sem julgamentos. E feminismo para mim é ser livre acima de tudo pra poder fazer o que bem entender da minha vida.
Qual é a sua opinião sobre o casamento gay? E quanto à criminalização da homofobia?
Sou super a favor das pessoas serem felizes, não importa o sexo, a idade, a cor, a religião ou classes social. Acho que qualquer preconceito deveria ser crime.
Qual é a sua posição em relação à descriminalização do aborto?
Eu sou contra o aborto, porque matar um inocente que não pode se defender é muito injusto. Independe da situação do aborto, abomino isso.
Para quem você pretende votar para presidente?
Olha, o voto é secreto! Hehe

Se vocês são como eu e têm uma vontade inesgotável de saber tudo sobre a rainha May, comentem o que vocês gostariam de perguntar para ela!

0 comments:

Postar um comentário

 
Mini Rage Face Crying Smiley